NOTÍCIAS

America sofre virada do Macaé e volta à Série B
19/04/2016

Mecão foi ao Moacyrzão e acabou derrotado por 2 a 1. Resultado rebaixou a equipe rubra

Foto: Raffa Tamburini/America

Apesar de demonstrar muita entrega e dedicação, o America não conseguiu vencer seu último jogo na Taça Rio. Ao ser derrotado de virada pelo Macaé neste sábado, dia 16, o Rubro não se manteve na primeira divisão do Estadual do Rio. O 2 a 1 no Moacyrzão, em Macaé, relegou o plantel americano para a Série B do Campeonato Carioca, torneio que a equipe venceu em 2015.

O jogo

Vencer era a única forma do Mecão se livrar, de forma direta, do rebaixamento para a Série B do Rio. Tendo o triunfo como objetivo, o America foi para cima do Macaé e criou as principais chances de gol nos 20 minutos iniciais. As duas melhores aconteceram aos 15 e aos 16 minutos, em sequência.

Na primeira, PH lançou Renato na intermediária direita, o atacante ganhou a dividida com seu marcador, invadiu a área e chutou forte de canhota. Bem posicionado, Willian Alves espalmou o remate cruzado e a defesa do Macaé tentou sair jogando. Atento, Muniz desarmou os rivais, limpou dois marcadores e finalizou de fora da área. O arqueiro do Macaé, novamente, espalmou, evitando o gol rubro.

O duelo seguiu morno durante alguns minutos e o Macaé teve boas chegadas no ataque, equilibrando o embate, mas exigindo pouco do goleiro Luís Henrique. Na melhor chance dos donos da casa, Jones, aos 36 minutos, acertou a trave direita do goleiro americano. O Mecão respondeu pouco depois, fazendo seus torcedores pularem nas arquibancadas do estádio Moacyrzão.

Ligado na partida, Muniz roubou a bola de Dos Santos, avançou pela esquerda de ataque, invadiu a área e chutou colocado, no ângulo superior direito do goleiro: um golaço, aos 38 minutos, que livrava o Mecão do rebaixamento. A poucos minutos do fim da primeira etapa, o duelo seguiu igual, sem oportunidades de gols para os times.

Na segunda etapa o confronto seguiu equilibrado e ambos os times optavam por arriscar remates de fora da área. O America tentou ampliar com Renato e Muniz, sendo este, aos 18, o autor de um disparo perigoso, que saiu à direita do goleiro. Nos minutos seguintes o Macaé, que lutava pela classificação para a semifinal da Taça Rio, passou a ter mais posse de bola e dominar as ações.

No entanto, o Rubro conseguia conter as investidas do rival. Até que aos 30 minutos, em um lance duvidoso - já que os rubros pediram falta de Jones em Luís Henrique -, o Macaé empatou, com Jones. Mais eficientes naquele momento do jogo, os donos da casa ampliaram quatro minutos mais tarde, com Pipico.

Pela primeira vez em desvantagem no placar, o America se lançou ao ataque e chegou a estar com quatro atacantes em campo ao mesmo tempo. O Macaé, por sua vez, se defendia como podia e tentava explorar os contragolpes, seguidamente freadas pela defesa americana, principalmente pelo goleiro Luís Henrique e pela dupla de zaga rubra.
Com muita raça e, por diversas vezes, com dez jogadores na intermediária ofensiva, o America perseguiu o empate, mas não obteve sucesso. A pressão rubra seguiu até os minutos finais do confronto, contudo a defesa da casa evitou o tento americano, mantendo o 2 a 1.

Fonte: Assessoria de Imprensa | America




OUTRAS NOTÍCIAS