NOTÍCIAS

Chapa vermelha vai gerir o America no triênio 2018-2020
11/10/2017

Grupo indicará Sidney Santana como presidente do conselho de administração

Sidney Santana e Léo Almada (Foto: Marcio Menezes/America)

A chapa vermelha "Nós ainda queremos muito mais, America unido vencerás" foi eleita nesta terça-feira para gerir o America no triênio 2018-2020. O grupo, que indicará Sidney Santana como presidente do conselho de administração, foi o único a ter sua candidatura homologada, com 150 conselheiros efetivos e 30 suplentes. A votação aconteceu desde a manhã até as 19h30, no Club Municipal, na Tijuca. Dos 206 votantes, 205 manifestaram seu apoio à chapa existente na urna. Houve um voto em branco.

A abertura da sessão eleitoral pedia 150 assinaturas às 8h30 da manhã. Uma hora depois, novo chamado para 75 assinaturas, marca obtida exatamente às 9h32, folgadamente dentro dos prazos legais. A marca de 150 votantes foi alcançada precisamente às 14h15.

O presidente Léo Almada esteve presente no Municipal durante praticamente todo o período de votação. Vários americanos ilustres estiveram presentes à eleição, como os ex-jogadores Luisinho Lemos, Gílson Nunes e Moreno e o radialista Antônio Carlos, entre outros. Outras presenças marcantes foram a de Hildo Nejar, diretor da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) e do vereador Chiquinho da Mangueira.

O novo mandatário rubro terá vários desafios pela frente. Dois deles são especiais: conduzir o processo da criação da nova sede americana, que está em andamento, e manter a curva ascendente do futebol, que retorna à Série A do Estadual na próxima temporada, mas precisa superar a fase inicial do campeonato, que começará já em dezembro.

Já com sua nova formação, o conselho deliberativo do America se reúne no próximo dia 27 para eleger o novo presidente do Conselho Deliberativo e os membros do Conselho Fiscal.

Fonte: Assessoria de Imprensa | America




OUTRAS NOTÍCIAS